O ILPF

A integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) é definida como uma estratégia de produção sustentável que integra atividades agrícolas, pecuárias e florestais, realizadas na mesma área. A implantação desses sistemas ocorre com base nos princípios da rotação de culturas e do consórcio entre culturas de grãos, forrageiras e/ou espécies arbóreas, para produzir, na mesma área, grãos, carne ou leite e produtos madeireiros e não madeireiros ao longo do ano. Portanto, enquanto estratégia, a ILPF pode ser adotada por meio de diferentes sistemas de integração, como por exemplo a integração lavoura-pecuária (ILP) ou sistema agropastoril; a integração pecuária-floresta (IPF) ou sistema silvipastoril; a integração lavoura-floresta (ILF) ou sistema silviagrícola; e a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) ou sistema agrossilvipastoril.
Fonte: EMBRAPA
GESA-IFTM

O Grupo de Estudos em Sistema Agrossilvipastoril é uma iniciativa do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM), campus Uberlândia-MG, que visa a busca de conhecimento acerca dessa nova maneira de pensar a agricultura.

LEIA MAIS

Espécies estudadas

Baru

Dipterix alata

Baru, fruta do baruzeiro,é nativo do cerrado brasileiro. A árvore é muito apreciada pelos frutos e também pela madeira. O crescimento comercial do baruzeiro vem ganhando força nos últimos tempos graças aos estudos de sua amêndoa, ou castanha, que contém muitas propriedades nutricionais, como fibras, potássio, proteína, lipídio, fósforo, magnésio, vitamina C e cálcio, além de ser extraido o óleo do baru, que tem propriedades medicinais. Todas as partes do baruzeiro podem ser utilizadas, desde a casca como infusão para dores musculares, a madeira na indústria moveleira, as amêndoas na alimentação e a sua poupa para o preparo de doces, licores e até sorvetes.

Leia mais

Cedro Autraliano

Toona ciliata

O Cedro-australiano (Toona ciliata) pertence à família Meliaceae, tem sua origem na Austrália, Índia, Miamar, Malásia e Indonésia sendo, portanto, uma espécie exótica no Brasil, encontrando condições favoráveis para o seu desenvolvimento na região Sudeste e sul da Bahia.

Leia mais

Eucalipto

Eucaliptus urograndis

Destacam-se as espécies e híbridos de eucalipto, por apresentarem boa adaptação às condições edafoclimáticas do Brasil, crescimento rápido com fuste alto e copa não muito densa, e madeira com características desejáveis para os segmentos de celulose e moveleiro. Práticas de desbaste seletivo ou sistemático podem ser utilizadas na condução das árvores, para obtenção de receitas a partir dos 4-5 anos da implantação do sistema.

Leia mais

Mogno africano

Khaya ivorensis

Originário da costa ocidental Africana, hoje, o Mogno africano ganha espaço no cenário mundial, sendo em tempos atuais a principal madeira nobre cultivada no Brasil.

Leia mais

Mogno brasileiro

Switenia macrophylla

O mogno-brasileiro é uma árvore nativa da Amazônia, mais comum no sul do Pará. Também ocorre no Acre, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Tocantins.

Leia mais

Pequi

Caryocar brasiliense

O pequizeiro é uma árvore nativa do cerrado, com tronco de 2 m a 5 m de circunferência e altura de 15m a 20m. Ocorre mais frequentemente nos estados de Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, São Paulo e Bahia. Foi implantado no Sistema Agrosilvipastoril com objetivo de aproveitar seus frutos para alimentação, mas tem outras utilidades como a extração de óleo, denominado azeite de pequi, para produção de biodiesel, entre outras. Sua madeira é amarela e própria para construção civil e naval, mas como é uma espécie protegida, não pode ser extraída sem autorização.

Leia mais

Teca

Tectona grandis

A Tectona grandis, popularmente conhecida como Teca, é uma árvore de grande porte, nativa das florestas tropicais situadas entre 10° e 25°N no subcontinente índico e no sudeste asiático, principalmente na Índia, Burma, Tailândia, Laos, Camboja, Vietnã e Java.

Leia mais

Dia de Campo GESA-IFTM

O objetivo do evento é demonstrar como o Sistema ILPF pode otimizar os ciclos biológicos das plantas e dos animais, proporcionando retornos socioeconômicos e ambientais positivos para o desenvolvimento sustentável da propriedade.
 
Data: 04/05/2019 Horário: 08Hs Local: IFTM Campus Uberlândia Valor: 02 (Dois) Litros de Leite

Clique aqui para saber mais

Inscrição no 3º Dia de Campo GESA-IFTM

Dia 04/05/2019

 
Nome completo
Somente números
Somente números
exemplo@exemplo.com
Ocupação atual
Instituição vinculada
(XX)XXX-XX-XXXX